18 Dia

18o Dia : Santa Fé -> Pato Branco
23 de Maio de 2008

De Santa Fé até Pato Branco, pela “Ruta 14″ são apenas 1.150 Km. Mas eu estava ‘traumatizado’ com a “Ruta 14″ da viagem anterior que tinha feito para o Uruguai/Argentina. Foi nessa “ruta”, na minha viagem anterior, que ví a polícia mais corrupta da Argentina.

Dessa vez, não havia tido nenhum problema com a polícia. Como já disse – ou escrevi, não lembro :-) – a polícia da Argentina agora era somente a ‘Gendarmeria Nacional’ e eles tinham sido nota 10 comigo até hoje. Foram mais de 7 ou 8 ‘paradas’ pela polícia e em nenhuma – eu disse nenhuma – vez eles tentaram complicar ou me extorquir. Parabéns novamente à Polícia Argentina.

Bom, mas em função do ‘trauma’ da viagem anterior, e em função de conhecer a o outro caminho, optei por escolher ir à Pato Branco passando por Resistência/Corrientes, indo até Posadas e então chegando em casa. Faria uns 200 Km a mais, mas pela estrada e por já conhecer, achei que valia a pena.

Ledo engano. Sabe aquelas decisões que você toma e depois, digamos, se arrepende ? :-) Pois é… essa foi uma delas.

Saí de Santa Fé cedo, por volta das 5:00 da manhã. Teria 1.300 Km pela frente e esperava chegar em casa até as 18 ou 19 horas (de hoje, 6a feira, 23 de Maio)

Eu já havia pego, até então, ‘reclamos (protestos)’ de agricultores – vários, porém nenhum ‘trancando’ a estrada, tinha pego de taxistas e remisseiros – perdi 4 horas em Comodoro Rivadavia aguardando abrirem a estrada e tinha pego de petroleiros, porém nesse tive sorte e cheguei quando eles tinham aberto a estrada.

Mas o pior ainda estava por vir. No pedágio entre Santa Fé e Resistência vejo um aviso colado no ‘caixa’ : “Corte total da Ponte Belgrano”

Peço para a atendente e ela me explica que não sabia como estava, mas que eles (???) estavam segurando por um período e liberando por um período (ela me falou em 1 hora). Pensei “Bom, quando eu chegar lá eles liberam :-)

Ainda no caminho fui parado novamente pela Gendarmeria, olham documentos e me pedem onde vou. Digo que vou para o Brasil. O policial dá uma risadinha e diz “Não tem como ir, a ponte está fechada”. Pergunto o porquê, ele me diz “reclamo/paro”. Eu digo “De agricultores ???” e ele “Não, da polícia”. Polícia !??!!?!?! Mas como ? Ele só rí e não sabe me responder. Me explica que os policiais da província (estado) de Corrientes (divisa com Resistência) reinvidicavam melhores salários e que haviam fechado a ponte desde as 7:00hs da manhã. Eram por volta de 10:20hs

Eu tinha, naquela hora, a opção de voltar cerca de 450 Km e ir por Santa Fé pegando a “Ruta 14″, mas pensei “Eles vão abrir essa ponte logo”

Ledo engano novamente :-) Cheguei em Resistência as 11:00hs da manhã… a história toda daria um relato a mais, mas enfim, por volta de 2:30hs da madrugada eles liberaram a ponte. Eu fiquei lá, num posto de combustível bem próximo a ponte, esperando.

Lá o calor chegou a 35 graus com o carro na sombra… é mole ?!?!?! De -9 para 35 é uma senhora diferença :-)

Foram mais de 14 horas esperando. Eu ia no posto, tomava alguma coisa, voltava pro carro, saia caminhar, enfim, matava o tempo como podia.

Lá conhecí 2 “gestores de unidades autonômas” (também conhecidos como caminhoneiros :-) ), o Daniel e o Alessandro, ambos de Curitiba. Foi legal porque fizemos amizades e juntos matamos o tempo. Eles trabalham para a ALL e viajam seguidamente para a Argentina. Demos muita risada juntos e matamos o tempo mais fácil.

Às 2:30hs quando abriu a ponte, ‘toquei’ direto para casa. 5:00hs da manhã fui vencido pelo sono – eu não havia dormido – e encostei num posto fiscal para tirar um cochilo de 45 minutos.

Muita chuva… chovia mas não tinha neve hehehehe. Quando o dia clareou foi mais fácil dirigir. Passei Posadas e rumei para Eldorado depois Bernardo Irigoyen.

Cheguei na fronteira por volta das 11:00hs. Trâmites feitos e estou no Brasil novamente.

Ligo para a esposa pela primeira vez em 18 dias e “meio” :-) Chegaria para o almoço em casa. Dito e feito, 12:30hs estava chegando.

Os cachorros latiram, mas não sei se sorriram (eles ficam num canil longe do portão :-) )

Eu chego em casa cansado, com sono, muito sono, muito cansado, mas muito, muito feliz !!! Realizei um sonho de longa data, fiz 11.600 Km e tudo na mais perfeita ordem. Enfim, uma viagem abençoada !

Agora vem o pior : desfazer as malas e organizar a bagunça. Mas eu gosto… minha cabeça fervilha com os locais que conheci, e esse blog vai ajudar a perpetuar minhas lembranças.

*Update : Hoje é 5a feira, 29 de Maio de 2008. Estou terminando de fazer upload nos vídeos. Ainda me emociono com algumas imagens e lembranças, e fico pensando “quando será a próxima ???” :-)

Eu aproveitei… era o fim do mundo mesmo !!!

Fotos :

Clique aqui para ver as (poucas) fotos desse dia.

Postado por guiadevoo

Nenhum Comentário »

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário